às 19:22:00

Acadêmicos propõem projetos inovadores no Ideathon Saúde

“Escola + Saudável”, “Enfermesa” e “+Cura” foram os projetos vencedores desta edição, promovida pelo Sebrae/PR e pelo UNIDEP

Nos dias 30/09 e 01/10, aconteceu o Ideathon Saúde no Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP). O programa, desenvolvido pelo Sebrae/PR, visa estimular a criação de soluções inovadoras e desenvolver habilidades empreendedoras em estudantes do Ensino Superior. Esta edição trouxe como temática a saúde, abordando problemáticas relevantes da área, por meio do auxílio da Unimed e da Secretaria Municipal de Saúde. Ao todo, a programação de imersão envolveu 36 alunos, dos cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Direito, Enfermagem, Fisioterapia, Medicina, Odontologia e Publicidade e Propaganda.

Os nove grupos formados desenvolveram projetos aliados à saúde, educação e tecnologia. “Foram trazidas perspectivas muito interessantes aos alunos, os quais tiveram contato com problemas reais, vivenciados na área da saúde. Esse evento evidenciou a formação acadêmica da IES, que proporciona metodologias de caráter inovador aos seus estudantes”, explica o coordenador do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo do UNIDEP, professor Douglas Henrique Batista.

Douglas evidencia quais serão os próximos passos para o desenvolvimento das ideias e aplicabilidade na sociedade. “Os projetos recebem acompanhamento do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo do UNIDEP, com mentorias realizadas por meio do edital “iDaí”, além de suporte metodológico da Rede de Inovação Afya e apoio do Sebrae/PR, com workshops do Programa de Pré-Incubação”, ressalta.

Saúde e desenvolvimento regional

De acordo com o consultor de negócios do Sebrae/PR, Elizandro Ferreira, o programa voltado ao campo da saúde contribui para o desenvolvimento regional. “O Ideathon Saúde, aliado ao potencial econômico que o município de Pato Branco e região possuem, ratifica o desafio da transversalidade da inovação nos atuais segmentos. Assim, conectado aos cursos da saúde do UNIDEP, é possível impactar positivamente o desenvolvimento da região”, explica.

As práticas metodológicas utilizadas nesta edição fomentaram a multidisciplinariedade e a geração de ideias inovadoras. “O engajamento da Instituição, cursos e acadêmicos envolvidos, proporcionou que os resultados apresentados fossem de excelente potencial, agregando positivamente ao programa”, completa Elizandro.

Além do Sebrae/PR, o Ideathon Saúde conta com a parceria do Programa de Negócios Inovadores do Sudoeste do Paraná. Ao todo, mais de 15 instituições de ensino estão participando, juntamente com 11 representantes da Rede Regional de Habitats de Inovação do Sudoeste, dentre eles destacam-se a Incubadora Tecnológica de Pato Branco (ITECPB) e a Incubadora de Inovações da Universidade Tecnológica (IUT) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – campus Pato Branco.

“O objetivo principal desse movimento é oferecer condições favoráveis de continuidade dos projetos pós evento, fomentando um processo de pré-incubação regional coletiva no qual os empreendedores possam escolher em qual habitat de inovação regional incubarão seus projetos. Em resumo, o programa busca potencializar os resultados e otimizar os recursos necessários” completa Elizandro.

Destaques

O Ideathon Saúde UNIDEP contribuiu para que os acadêmicos desenvolvessem habilidades profissionais relevantes e necessárias para a atuação profissional. “Essas atividades proporcionam que ações de empreendedorismo sejam desenvolvidas pelos alunos, assim como habilidades fundamentais e necessárias, como as hard e soft skills. Tudo isso resulta no crescimento pessoal e acadêmico, na ampliação da visão empresarial e na reflexão acerca das áreas de atuação no mercado”, destaca a professora Dra. Christiana Almeida Salvador Lima, coordenadora do curso de Odontologia do UNIDEP.

O projeto “Escola + Saudável”, desenvolvido pelos acadêmicos do curso de Odontologia, recebeu o primeiro lugar. A iniciativa tem como objetivo realizar ações de saúde e bem-estar nas escolas, além de diagnosticar os alunos e repassar os dados para os gestores públicos.

Em segundo lugar, ficou o projeto “Enfermesa”, que busca contribuir com o cuidado e atenção da saúde infantil, por meio de ações de conscientização contínua nas escolas. A equipe, formada por alunos do curso de Enfermagem, aplicará as ações por meio de atividades dinâmicas, como o teatro.

O projeto “+Cura”, formado por acadêmicos de variados cursos, ficou em terceiro lugar. A equipe propôs a criação de um aplicativo que busca ajudar os cidadãos no cuidado pessoal com a saúde. Para tanto, o usuário cadastra suas informações e o software auxilia com sugestões de cuidados e ações.

Esta edição contou com a seguinte premiação: R$ 650,00 para cada integrante do 1º lugar; R$ 500,00 para cada integrante do 2º lugar; e R$ 350,00 para cada integrante do 3º lugar.

------------

Matéria: Suelen Oldoni, acadêmica do 2º período do curso de Publicidade e Propaganda do UNIDEP

Revisão: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Fotos: Alan Winkoski, Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: