às 17:32:00

Curso de Medicina marca presença no Cobem

O 60º Congresso Brasileiro de Educação Médica (Cobem) contou com a temática “Ciência, cuidado e resiliência da educação médica”, e teve trabalhos do UNIDEP socializados durante a programação

De 3 a 6 de novembro, acadêmicos e docentes do curso de Medicina do Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP) apresentaram pesquisas científicas no 60º Congresso Brasileiro de Educação Médica (Cobem). O Congresso foi realizado em Foz do Iguaçu, com a temática “Ciência, cuidado e resiliência da educação médica”. O UNIDEP teve sete trabalhos aprovados no Cobem 2022, o que também contou com a atuação do Núcleo de Apoio Pedagógico e Experiência Docente (Naped). Uma comitiva de diversas unidades da Afya Educacional também marcou presença no evento. 

Para a pró-reitora do UNIDEP, professora Ma. Carla Maria Ruedell, o congresso viabiliza os desafios e potenciais dos educadores na atualidade. “As formas de repensar o enfrentamento das constantes mudanças do mundo atual, possibilita a construção de estratégias que capacitem os docentes para engajar os estudantes no processo de ensino e aprendizagem”, destaca.

A participação no evento estimula o desenvolvimento de pesquisas científicas e oportuniza a socialização dos trabalhos acadêmicos. “O congresso contou com diversas palestras e oficinas que abordaram aspectos importantes para a educação médica, como a violência institucional, racismo na escola médica, questões de gênero e diversidade”, conta a professora do curso de Medicina, Ma. Raphaela Rezende Nogueira Rodrigues.

No congresso, a docente apresentou dois trabalhos em forma de pôsteres: “Populações vulneráveis nas diretrizes curriculares de medicina: papel social do médico” e “A saúde da população LGBT+ nas aulas remotas em um curso de medicina: relato de experiência”. A acadêmica do curso de Medicina, Maria Stella Alvez Nogueira, apresentou o trabalho “O contato dos estudantes de Medicina com o sujeito surdo como estratégia de aprendizagem da língua brasileira de sinais”, que foi realizado em conjunto com a professora Ma. Luciana de Freitas Bica, e referenciado como Pôster Destaque. 

Segundo Maria Stella, “foi incrível poder compartilhar a minha experiência enquanto acadêmica sobre o tema inclusão e acessibilidade em um meio científico (relato de experiência), pois este é um assunto essencial quando tratamos da medicina humanizada e dos direitos na saúde. As ações que promovem esses valores são fundamentais para inspirar as pessoas a adotarem estratégias semelhantes”, evidencia.

O coordenador do curso de Medicina, professor Vilson Geraldo de Campos apresentou a miniconferência “Trajetórias da interiorização no Brasil”. O UNIDEP se fez presente, ainda, na apresentação dos trabalhos “A visita domiciliar como estratégia de atenção integral às gestantes expostas à vulnerabilidade” e “Promoção da saúde e prevenção de doenças por meio da interdisciplinaridade no atendimento às gestantes”, de autoria das acadêmicas Bárbara Berticelli, Cristina Arsego Levis, Nicole Osternach e Paula Juliane Zanin, juntamente com os professores Lujácia Felipes Fiorentin e Vilson Geraldo de Campos.

Para finalizar, a IES teve a aprovação do trabalho “Práticas formativas em educação médica: experiências de inovação pedagógica na formação dos docentes médicos”, de autoria dos professores Vilson Geraldo de Campos, Graziela Scopel, Kelly Cristina Zavadski, Maicon Nunes Loureiro, Gabrielli Baschung Socha e Rodrigo Comnisky Berlatto. O artigo “A saúde planetária como ferramenta potencializadora na educação médica”, de autoria da acadêmica Maiqueli Renata Daniel Lange Provensi e da professora Gabrielli Socha, também obteve aprovação no Congresso.

------------

Matéria: Suelen Oldoni, acadêmica do 2º período do curso de Publicidade e Propaganda do UNIDEP

Revisão: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: