às 15:07:00

GEPMAT e GEDAI abordam sequência didática e desenvolvimento docente

Nesta terça-feira (30/03), o Núcleo de Apoio Pedagógico e Experiência Docente (NAPED) promoveu o primeiro encontro envolvendo os integrantes do Grupo de Estudos e Pesquisas em Metodologias Ativas (GEPMAT) e do Grupo de Estudos em Desenvolvimento, Aprendizagem e Identidade Docente (GEDAI), que reúnem docentes, colaboradores e membros externos do Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP). A convidada foi a professora Dra. Didiê Ana Ceni Denardi, docente do curso de Licenciatura em Letras – Português/Inglês da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), que falou sobre as relações entre o uso da sequência didática e de pressupostos sociointeracionistas.

A coordenadora do NAPED, professora Elisa Denardi Tessaro, explica que o encontro com os dois grupos buscou promover um momento de integração, uma vez que o tema debatido envolve nuances abordadas tanto pelo GEPMAT, quando pelo GEDAI. “A participação da professora Didiê nos oportunizou refletir e aprender sobre questões ligadas ao desenvolvimento e à aprendizagem docente quando associadas a experiências de aprendizagem ativa, perspectivas que abrangem as temáticas estudadas pelos dois grupos”, pontuou.

A partir da perspectiva sociointeracionista de Lev Vigotski, em diálogo com outros autores, a professora Didiê enalteceu que o conceito de ensino pode ser compreendido enquanto atividade de desenvolvimento crítico do sujeito. “No processo de ensino-aprendizagem, o professor é um mediador, por isso deve orientar, mostrar o caminho e motivar os alunos para que eles sejam cativados e tenham vontade de aprender enquanto protagonistas da sua aprendizagem”, pontuou.

Ela também abordou conceitos-chave, como aprendizagem e desenvolvimento, destacando o papel do professor em processos socioculturais. “Estes são conceitos distintos, mas que estão relacionados, justamente porque a aprendizagem promove o desenvolvimento, este que é percebido nas práticas culturais, sociais e educativas, incluindo o processo de aprendizagem”, disse.

Didiê também discorreu sobre a importância da sequência didática e do seu uso no ensino superior enquanto uma metodologia ativa, discutindo os conceitos relacionados à sua prática. Ao final, apresentou uma transposição didática em módulos, que pode ser aplicada em diferentes cursos de graduação, a partir de adequações metodológicas. Ela também explicou como unir a sequência didática à teoria dialética de construção de conhecimento.

A professora Didiê integra dois grupos de pesquisa da UTFPR, o Grupo de Estudos Literários, Linguísticos e Culturais em Língua Inglesa e o Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas, Educação e Direitos Humanos (GEPPEDH).

------------

Matéria: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Fotos: Alan Winkoski, Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: