às 14:31:00

Professor do UNIDEP é aprovado em Doutorado da UTFPR

Professor Rodrigo Bordin celebra a aprovação no Doutorado do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional, da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Em sua pesquisa, ele pretende avaliar estratégias para o envelhecimento ativo, saudável, cidadão e sustentável

É com imenso orgulho que o Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP) comemora a mais nova conquista do professor Rodrigo Bordin: sua aprovação no Doutorado do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional, pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). A linha de pesquisa em que o professor foi aprovado é a de Educação e Desenvolvimento.

Em seu projeto de pesquisa, Rodrigo pretende avaliar estratégias para o envelhecimento ofertadas pelos municípios da região Sudoeste do Paraná. “Sob a temática das estratégias para o envelhecimento ativo, saudável, cidadão e sustentável, vislumbro estudar a problemática da necessidade de avaliação de estratégias para o envelhecimento ativo, saudável, cidadão e sustentável sob diferentes óticas e proposições, buscando impulsionar melhorias nas políticas públicas locais e pontuando indicadores para que as cidades do sudoeste paranaense se tornem adequadas e receptivas à população idosa”, explicou.

De acordo com Rodrigo, a escolha do tema se deu devido a ser um assunto extremamente importante, que potencializará o desenvolvimento da região. “O Brasil tem vivenciado um processo de transição demográfico bastante intenso, obtendo uma crescente profusão de pessoas idosas. No entanto, o país não está preparado para essa mudança tão acelerada, o que demanda trabalhos científicos que tenham como objeto de estudo o envelhecimento ativo, saudável, cidadão e sustentável”, pontuou.

Atualmente atuando como docente nos cursos de Direito e Pedagogia do UNIDEP, Rodrigo fala sobre sua carreira profissional, até chegar ao Doutorado. “Desde a infância, tive a certeza de que gostaria de atuar como professor e assim aconteceu: nunca exerci outra atividade profissional que não estivesse intrinsecamente ligada à docência. Ingressei no magistério ainda adolescente, atuando como professor de Língua Inglesa na Fundação Richard Hugh Fisk. Em interstícios parcialmente concomitantes, atuei como docente de Língua Inglesa em instituições escolares da rede privada de ensino no município de Coronel Vivida, onde resido”, contou.

“Durante a conclusão dos cursos superiores, prestei concurso público para atuar como docente efetivo na rede estadual de ensino do Paraná, passando a atuar em vários colégios estaduais até obter lotação no Colégio Estadual Arnaldo Busato – EFMNP. Ingressei na docência do magistério superior na Faculdade Unilagos, de Mangueirinha, ministrando várias disciplinas. Em 2010, recebi o convite para atuar como docente de Língua Portuguesa e Inglês Instrumental e orientador de Trabalho de Conclusão de Curso no Centro Universitário de Pato Branco, na época FADEP”, relatou.

Segundo Rodrigo, ele sentiu necessidade de cursar outra graduação. “Percebi que precisava concentrar os meus esforços para ter qualidade de vida e no meu trabalho emergindo a necessidade de cursar Licenciatura em Pedagogia, pois mesmo sendo licenciado em outras áreas, não me sentia preparado para avaliar meus estudantes de maneira coerente e garantir aprendizagem significativa. Assim, realizei o curso de Pedagogia na Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) no polo UAB Pato Branco”, ressaltou.

Emergiu, também, a necessidade de cursar Mestrado para agregar em sua formação e na dos estudantes a ele confiados. “No mestrado em Desenvolvimento Regional, também na linha de pesquisa Educação e Desenvolvimento, desenvolvi, junto de minha orientadora, um estudo que explorou a Pedagogia da Alternância com foco nas tendências pedagógicas que a fundamenta, me apaixonando pela pesquisa e pela maneira com que ela é conduzida no programa de pós-graduação em Desenvolvimento Regional, levando exemplos em minha atuação como docente”.

Como docente do UNIDEP, ele ministra diferentes disciplinas. “No curso de Direito, ministro as disciplinas de Linguagem Jurídica, Oratória Forense, Comunicação e Expressão, Argumentação e Oratória. Na Licenciatura em Pedagogia, ministro Práticas de Extensão na Gestão Escolar. Em demais cursos da instituição, leciono Língua Portuguesa”, relatou. Conforme Rodrigo, a titulação de doutor contribuirá diretamente na qualidade de sua ação didático-pedagógica no UNIDEP.

“O ingresso no doutorado será uma forma díspar de trazer todo o conhecimento adquirido ao longo de minha trajetória de vida, angariar bagagem para proporcionar mudanças no contexto de formação, acesso à cultura e demais bens e serviços que a literacia pode trazer a uma população idosa que por tanto tempo ficou desassistida em todos os aspectos e determinantes sociais, além de atrelar o conhecimento vislumbrado no interstício de doutoramento para ser, mais uma vez, veículo transformador, tantos nos assentos universitários, de Educação Básica, quanto na sociedade como um todo”, concluiu o professor.

------------

Matéria: Karen Del Sant, acadêmica do 5º período do curso de Publicidade e Propaganda do UNIDEP

Revisão: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: