às 15:18:00

Psicologia realiza estágio no Lar dos Idosos São Vicente de Paulo

Alunos do 6º período do curso de Psicologia do UNIDEP estão realizando intervenções psicológicas gratuitas, para aproximadamente 40 idosos. Em virtude da pandemia do coronavírus, as atividades acontecem de forma remota, com encontros quinzenais realizados pela plataforma Zoom

O curso de Psicologia do Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP) está desenvolvendo atividades práticas de estágio no Lar dos Idosos São Vicente de Paulo, com acadêmicos do 6º período, por meio da disciplina de “Estágio Básico V: Intervenções em Psicologia”, ministrada pela professora Ma. Teresa Raquel Conte Demarco. No momento, as intervenções psicológicas gratuitas estão beneficiando cerca de 40 idosos. Os encontros são quinzenais e acontecem de forma remota, pela plataforma Zoom.

Segundo a psicóloga e professora Teresa, os idosos se adaptaram aos encontros virtuais, que tem sido uma experiência muito especial, pois possibilita a criação de um laço entre os alunos e os pacientes – algo essencial, especialmente neste momento de pandemia e vulnerabilidade emocional. “São vários os benefícios da interação dos estagiários com os idosos, principalmente aqueles relacionados às questões afetivas. Percebemos a cada encontro a criação de um vínculo que está sendo efetivada e isso contribui muito para resultados positivos a partir das nossas intervenções. Atividades como essa são importantíssimas para manutenção da saúde mental dos mesmos, visto que estão em uma instituição asilar, com rotina estabelecida”, explica.

Além disso, Teresa também destaca a importância das práticas de estágio para a formação e desenvolvimento humano dos alunos. “O estágio possibilita aos nossos acadêmicos entrarem em contato com diferentes instituições que têm um papel social importante em nossa cidade, além de proporcionar a aplicação dos aspectos teóricos, vivenciados em sala de aula, em um campo que necessita do olhar e da intervenção da Psicologia. Essa experiência marca significativamente os acadêmicos à medida que os mesmos percebem a sua importância e a da Psicologia em diferentes contextos”, ressalta.  

Conforme a coordenadora do curso de Psicologia do UNIDEP, professora Ma. Kelly Cristina Zavadski, essa experiência é fundamental para que os acadêmicos vivenciem a prática desde cedo e, assim, possam estar cada vez mais aptos a exercerem a profissão. “Temos diversas oportunidades de campos de estágio, e o trabalho com os idosos se faz uma possibilidade diferenciada na formação, pois contempla várias nuances da atuação do psicólogo. A Psicologia do Desenvolvimento, Psicologia Social Comunitária e Neuropsicologia são algumas possibilidades de conhecimentos que são aprimorados nesse estágio. E, claro, a condição humana que se coloca na empatia e no afeto que são exercitados, também proporcionam uma vivência ímpar para o acadêmico de Psicologia”, relata.

Para a coordenadora, as práticas de estágio, que no curso de Psicologia ocorrem desde o segundo período do curso, são a via de experimentação daquilo que é construído de forma abstrata com as aulas teóricas. “A possibilidade de aplicação prática desenvolve habilidades e competências que são essenciais para a consolidação da formação profissional em Psicologia”, completa Kelly.

Realização

No 5º período, a turma organiza uma proposta de intervenção, para ser implementada no 6º período, a partir das demandas encontradas no local. As atividades trabalhadas tratam da estimulação cognitiva, motora e afetiva dos idosos. Com a turma atual, os trabalhos seguem até o final do semestre. Já no próximo semestre, o estágio continua, com uma nova turma, dando continuidade às atividades.  

------------

Matéria: Karen Del Sant, acadêmica do 4º período do curso de Publicidade e Propaganda do UNIDEP

Revisão: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: