às 14:20:00

Histórias que inspiram: quando a graduação muda a vida de uma família

Kauana, Kauê e Selvino escolheram o UNIDEP para realizarem o sonho de cursar a graduação em Direito. Conheça a história dessa família e inspire-se!

“Me formei em 2011. A partir da graduação pude dar início a minha vida profissional, logo atuando no Departamento Jurídico de uma grande empresa de Pato Branco e, posteriormente, quando da formação do meu pai e irmão, pudemos abrir o nosso próprio escritório. Consequentemente, minha vida pessoal também mudou, pois pude concretizar muitos sonhos.

Hoje temos o nosso escritório de advocacia (Ribeiro & Paz Advogados), em que nós três trabalhamos juntos, cada um na sua especialidade. A maior conquista profissional é o reconhecimento do nosso trabalho, em razão do atendimento humanizado e do acolhimento para com nossos clientes.

Sempre recomendo o UNIDEP, pois a estrutura que a Instituição oferece é incrível, o corpo é docente altamente qualificado, sem contar o Núcleo de Prática Jurídica, que é imprescindível para que o acadêmico possa vivenciar a prática profissional, de forma a atender e solucionar casos reais, sempre com a supervisão do orientador.

O UNIDEP sempre foi a minha primeira e única opção para realizar a graduação. Faz parte da minha história e eu faço parte da história dele, pois sou egressa da primeira turma de Direito e a primeira acadêmica mulher a ser aprovada no Exame da Ordem na então FADEP, ainda antes de me formar. Tenho muito amor e carinho pelo UNIDEP, por tudo que representa na nossa vida”.

Kauana Paz Ribeiro da Silva, 32 anos, egressa do curso de Direito do UNIDEP.

---

“Me formei em 2016. Minha vida mudou notavelmente depois da graduação, ainda mais pelo curso de Direito do UNIDEP ser pautado nos Direitos Humanos, trazendo uma reflexão profunda do papel do operador do Direito na sociedade moderna. A escolha pelo curso de Direito se deu principalmente pela vontade pessoal de gerar um impacto positivo na sociedade em que vivemos, contribuindo para tutelar direitos individuais, auxiliando a vigiar e garantir o pleno funcionamento das instituições democráticas. 

Estudar na mesma Instituição que formou meu pai e minha irmã foi uma experiência única, pois pudemos nos aproximar ainda mais, naquele momento como colegas de sala de aula, havendo cobranças mútuas nos estudos, o que certamente contribuiu para a nossa formação acadêmica. Cursar Direito junto com meu pai também foi de grande aprendizado, pois, pela sua vivência, ele trouxe casos reais da sua vida profissional de empresário para dentro da sala de aula, entrelaçando assim o prático com o teórico”.

Kauê Paz Ribeiro da Silva, 27 anos, egresso do curso de Direito do UNIDEP.

---

“Ingressei na faculdade em 2012, com 47 anos. A graduação era um sonho e foi uma conquista, pois, apesar de todas as adversidades (ter voltado a estudar após muitos anos, tendo um trabalho fora da área jurídica) consegui concluir o curso de Direito.

Minha vida mudou muito depois da graduação, comecei a entender de fato os nossos direitos e os direitos de terceiros, deixei muitos pré-conceitos enraizados para trás, pois a mente se abre com o conhecimento. Além disso, agora vejo as coisas que acontecem no mundo sob uma ótica social e humanitária.

Para quem sonha em ingressar no Ensino Superior, digo para que nunca desista de seus sonhos, pois a idade é apenas número na identidade. A verdadeira idade está no pensar, no agir e no fazer. Sempre há algo para aprender enquanto vivermos”.

Selvino Ribeiro da Silva, 58 anos, pai de Kauana e Kauê, e egresso do curso de Direito do UNIDEP.

---

* “Histórias que Inspiram” é um projeto da campanha institucional Ame o UNIDEP, criada pelo Comitê de Guardiões do Clima. A iniciativa busca compartilhar histórias de colaboradores, professores e egressos do UNIDEP.

 

------------

Entrevista: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Foto: Alan Winkoski, Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: