às 16:33:00

Alceni Guerra ministra aula magna para alunos de Medicina e Odontologia

Humanização, acolhimento e atuação política no dia a dia dos profissionais da saúde foram os principais temas abordados por Alceni, que compartilhou memórias sobre a contribuição de Pato Branco no cenário estadual e nacional frente a importantes políticas públicas, dando uma verdadeira aula de história e cidadania

Um passeio pela história política de Pato Branco e pelo processo de implantação do Sistema Único de Saúde (SUS). Foi assim que o Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP) recebeu os calouros dos cursos de Medicina e Odontologia, na Aula Magna realizada na manhã desta terça-feira (01/02), ministrada pelo doutor Alceni Guerra, com o tema “Pato Branco: a saúde que organizou o SUS no Brasil”. Lideranças e gestores municipais marcaram presença, além de representantes dos hospitais Policlínica e São Lucas. 

Alceni Guerra  é médico pediatra, foi prefeito de Pato Branco, deputado federal e ministro da Saúde. Enquanto um dos 559 Constituintes brasileiros, em 1986, representou Pato Branco ao lado de Luiz Borges da Silveira, também médico, e Nilso Sguarezi. Luiz Borges da Silveira, aliás, foi um dos idealizadores da Faculdade de Pato Branco, hoje UNIDEP.

Atualmente, Alceni trabalha na implantação de um sistema de saúde nos moldes do SUS para atender a população africana. Nesse sentido, também ressaltou a atuação político-social de quem escolhe a carreira na área da saúde e, sobretudo, aceita a missão de mudar a sociedade a partir do seu ofício e propósito de vida. 

“Quem escolhe uma profissão na área da saúde é um político nato. Vai enfrentar em seu consultório doenças que estão fora do corpo, muitas delas ocasionadas por falta de saneamento, de emprego ou de alimentos. Muitas vezes, não precisamos disputar um pleito eleitoral para termos uma atuação política, basta sermos agentes da profissão saúde, atuando para transformar e melhorar a realidade social. Isso sim é um ato político”, destacou. 

Ao também compartilhar histórias pessoais, Alceni deu exemplo de humanidade. “Saí do consultório e entrei na política em 1976, quando uma mãe chegou a mim, no final de uma tarde de inverno, com uma bebê que estava quase morrendo. Quando perguntei o porquê dela não ter vindo antes, me respondeu que não poderia pagar a consulta. Aquela frase criou o futuro ministro da Saúde. Aquela mãe disse que eu salvei a menina dela, mas na verdade foi aquela criança que me salvou e deu um novo rumo à minha vida”, recordou. 

Memórias políticas de Pato Branco  

No auge dos seus 76 anos, Alceni evidenciou a trajetória da saúde pato-branquense desde 1975, quando a cidade começou a se destacar enquanto polo regional, confirmando-se, hoje, em referência na média e alta complexidade. Alceni também fez questão de ressaltar que a cidade também destaca-se em outras áreas, sobretudo na educação, na inovação e no empreendedorismo, quando apontou a importância das instituições de Ensino Superior, e falou sobre a implantação do Centro Federal de Educação Tecnológica - Cefet-PR, hoje Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) - Campus Pato Branco; outra conquista com atuação direta de Alceni, enquanto deputado federal, em 1990, a partir de apoio do então presidente José Sarney. 

O movimento para implantação do Parque Tecnológico de Pato Branco, que iniciou no final da década de 1980, foi outro momento da história política da cidade vivenciado por Alceni, que enquanto prefeito na década de 1990, incentivou o fomento a indústrias de base tecnológica – hoje, um dos principais indutores da geração de emprego e renda de Pato Branco. 

Alceni também recordou sua atuação como ministro da Saúde no processo de implantação da Lei 8.080, de 19 de setembro de 1990, que institucionalizou o Sistema Único de Saúde (SUS), bem como sua articulação junto ao presidente Fernando Collor, o que também influenciou na sanção da Lei 8.142, de 28 de dezembro de 1990, que garante a participação da comunidade na gestão do SUS. Alceni teve participação, ainda, na criação do Programa Nacional de Agentes Comunitários de Saúde (Pnacs).

“Não fui autor do SUS, fui um dos influenciadores para implantação deste modelo de saúde pública que tanto nos orgulha e nos faz referência em diversos lugares do mundo. Mas é importante ressaltar que o SUS tem em sua autoria milhares e milhares de pessoas, que com seu trabalho e dedicação legitimam essa lei e esse serviço todos os dias”, destacou. 

Reconhecimento

Para a Reitora do UNIDEP, professora Ornella Bertuol, a participação do doutor Alceni Guerra, a partir de sua atuação política, foi uma  aula de cidadania, de responsabilidade social e de honradez, compartilhada por quem fez tanto por Pato Branco, pelo estado do Paraná e pelo país. “Esteve aqui conosco, hoje, uma das personalidades mais importantes na estruturação do SUS no Brasil e que teve uma atuação emblemática em outras frentes que nos dão sustentação para sermos cidadãos brasileiros”, frisou. 

Ela também ressaltou a atuação do UNIDEP pela humanização da saúde. “O UNIDEP é um Centro Universitário referência e que atrai estudantes de diferentes regiões do país. Possuímos essa representatividade porque nossa IES foi construída a muitas mãos. Por isso, queremos que nossos novos alunos reconheçam e valorizem a importância das redes de apoio, porque a cooperação é o que move a sociedade, uma vez que vivemos em um contexto onde o individualismo não existe mais. O que queremos, no UNIDEP, vai além de formar bons profissionais, pois preconizamos a formação de bons seres humanos”, evidenciou Ornella.

A secretária municipal de Saúde, Lilian Cristina Brandalise, salientou a dedicação do doutor Alceni frente ao movimento de implantação do SUS em 1990, bem como a importância da integração entre poder público e academia para o fortalecimento do serviço na atualidade. “O UNIDEP preocupa-se em formar pessoas. Por isso, estamos sempre de braços abertos para receber seus alunos e professores, pois, a partir dessa troca, teremos um SUS cada vez melhor para Pato Branco. Somado a isso, termos lideranças como o doutor Alceni, que participou diretamente do processo de construção do SUS, é motivo de orgulho; ouvi-lo, nesta manhã, foi uma grata oportunidade”, disse Lilian.

O chefe da 7ª Regional de Saúde, odontólogo Anderson Nezello, também enalteceu o papel político para aqueles e aquelas que escolhem a carreira em saúde. “No decorrer da nossa trajetória, somos motivados a repensar nossas ações, a partir de uma visão holística. Os  profissionais da saúde têm um olhar coletivo em relação ao bem-estar da sociedade, pois temos a missão de ajudar e podemos fazer isso de diferentes formas, por meio das nossas profissões. Isso, muitas vezes, nos faz atuar também fora dos nossos consultórios. Afinal, assim como nós, o SUS também vive um processo contínuo de transformação e participarmos da sua construção, atuando para fortalecê-lo, é um compromisso do profissional de saúde com a sua coparticipação”, completou.

Entre os presentes na ocasião, também estiveram: o secretário municipal de Saúde de Coronel Vivida, Vinicius Tourinho; a presidente do Conselho Superior do Instituto Policlínica, Fabiola Hecke; o superintendente do Instituto de Saúde São Lucas, Sergio Wolker; e o diretor-geral da UTFPR - Campus Pato Branco, Gilson Ditzel Santos.

------------

Matéria: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Fotos: Alan Winkoski, Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: