às 10:55:00

UNIDEP conquista 2º lugar no Ideathon Nacional Afya

Nos dias 21 e 23 de outubro, aconteceu o 1º Ideathon Nacional Afya, no qual acadêmicos do UNIDEP conquistaram o 2º lugar por meio do desenvolvimento da solução “My Day”

Nos dias 21 e 23 de outubro, aconteceu o 1º Ideathon Nacional Afya, que buscou promover e viabilizar uma cultura de inovação e empreendedorismo nas unidades do Grupo Afya Educacional. O Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP) alcançou o 2º lugar por meio do desenvolvimento do “My Day”, um aplicativo de celular que monitora o humor de estudantes universitários. O evento, que durou mais de 50 horas, foi promovido pelo Programa Afya Ventures, Hub de Inovação da Afya e que recebeu 216 inscrições de 18 unidades diferentes.

A maratona de ideias foi organizada em grupos de quatro ou cinco integrantes de cada unidade. No início do evento, as equipes precisavam escolher um desafio entre as diferentes opções apresentadas, e a partir disso criar uma solução viável, criativa e inovadora para a problemática escolhida. O Ideathon foi dividido em quatro etapas fundamentais: ideação, validação prototipagem e apresentação final (pitch). Todas as equipes contaram com o acompanhamento de mentores, durante todo o processo de desenvolvimento do projeto.

O Núcleo de Inovação e Empreendedorismo do UNIDEP contribuiu com o desenvolvimento da proposta dos acadêmicos. “Durante o Ideathon, mentorias foram realizadas para aprimorar o projeto e o conhecimento prévio dos estudantes. A colocação da equipe em 2º lugar só reforça o caráter inovador da Instituição, que destaca-se em diferentes eventos e demonstra os frutos das apresentações e monitoriais realizadas pelo Núcleo”, explica o professor Douglas Henrique Batista, coordenador do Núcleo de Inovação e Empreendedorismo.

Para Mariza Gabriela Lemos Mesquita, Analista de Inovação Sênior do Grupo Afya, “a solução desenvolvida pelos alunos tem potencial para afetar diretamente a vida não só dos acadêmicos do UNIDEP, mas também de todas unidades de ensino da Afya. Por meio do My Day, é possível que as unidades de ensino atuem preventivamente e contribuam positivamente na saúde mental dos alunos. Ao todo, 9 projetos foram selecionados para a final”, completa.

A inovação no âmbito da saúde mental

Representando o UNIDEP entre os finalistas, o projeto My Day foi desenvolvido pelos acadêmicos Ana Vitoria Moro, do 8° período de Odontologia; Débora Camargo, do 2° período de Psicologia; e João André Gondaki, do 8° período de Direito. A proposta busca promover o cuidado com a saúde mental de estudantes universitários. “Por meio de uma inscrição prévia no aplicativo, o acadêmico informa o tipo de música, livro, esportes, séries e filmes que gosta. Após isso, diariamente indicará, por meio de emojis, como está se sentindo. Assim o software, a partir de uma inteligência artificial, realizará indicações para melhorar o humor do aluno”, destaca João André Gondaki.

O integrante da equipe vice-campeã nacional conta, ainda, que “o aplicativo proporciona que a instituição de ensino analise o humor de cursos específicos, verificando o sentimento dos universitários com o intuito de realizar melhorias por meio de programas educacionais voltados à saúde mental”, explica.

De acordo com a acadêmica Ana Vitoria, o interesse em participar de inciativas voltadas à inovação é uma postura que acompanha a sua jornada acadêmica. “Sempre me interessei pela área de inovação e empreendedorismo. Como já havia participado do Ideathon Saúde do Sabrae, quando consegui o 3º lugar, isso me instigou a participar desse movimento também. O desenvolvimento do projeto foi um desafio muito bacana, por sermos uma equipe de cursos diferentes, o que proporcionou um olhar além da zona de conforto diária, em que pensamos em novos desafios e problemas a serem solucionados”, conta.

A sensação de participar do 1º Ideathon Nacional Afya foi “incrível”, destaca a acadêmica Débora Camargo. “Como graduanda, essa experiência me trouxe um olhar para a ciência e a profissão do curso, evidenciando os meios para contribuir com o bem-estar das pessoas. No processo de ideação, pude perceber a importância do desenvolvimento de nossas habilidades e competências, que vão além da sala de aula e nos permitem inovar em nossas futuras profissões”, ressalta.

------------

Matéria: Suelen Oldoni, acadêmica do 2º período do curso de Publicidade e Propaganda do UNIDEP

Revisão: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Foto: Alan Winkoski, Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: