às 20:33:00

I Conimed tem participação do curso de Medicina do UNIDEP

O evento, que segue até a sexta-feira (20/11), é uma parceria entre a Associação Médica do Paraná (AMP), Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP) e Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) de Francisco Beltrão

Na segunda-feira (16/11), teve início o I Congresso Internacional de Medicina do Sudoeste do Paraná (Conimed). O evento, que segue até sexta-feira (20/11), é uma parceria entre a Associação Médica do Paraná (AMP), o Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP) e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) de Francisco Beltrão. No evento, quase 200 docentes e acadêmicos de Medicina participam e conduzem a programação.

Conforme o coordenador do curso de Medicina do UNIDEP, professor Me. Vilson Geraldo de Campos, eventos como esse contribuem para a formação de profissionais de qualidade, por meio de um ensino inovador e humanizado. “Temos uma programação extensa, com atividades em diversas áreas do conhecimento. Assuntos atuais e que abordam o que há de mais moderno em Medicina. Os ganhos para a formação acadêmica são imensos, por aproximar o discente, cada vez mais, de uma prática profissional baseada em evidências científicas, com uma abordagem humanística e o compromisso com a pesquisa e a comunidade”, ressaltou.

Vilson destacou, ainda, a relevância da participação dos professores do UNIDEP em um evento desse porte. “O I Conimed é um evento de abrangência internacional, sendo um momento importante para divulgar os trabalhos do curso de Medicina em pesquisas e práticas de extensão, além de contar com vários docentes que estão ministrando palestras no Congresso. Cada vez mais, o UNIDEP coloca-se em destaque e evidência no nosso estado e país, alcançando ainda outras nações, fomentando a educação continuada e o desenvolvimento locorregional”.

“Durante esta semana, estaremos compartilhando nossas ideias, fomentando a inovação e tecnologia, características que estão sendo cada vez mais estimuladas em nossos alunos e professores. Esse momento de troca de experiências com pessoas de todo o mundo é algo muito importante para o desenvolvimento pessoal e técnico dos nossos professores”, salientou Vilson.

Segundo a presidente do Centro Acadêmico de Medicina XXV de Setembro e da Liga Acadêmica de Humanidades Médicas do UNIDEP, acadêmica Alini Zandonai, eventos como o Conimed formam médicos mais capacitados e humanizados. “O Conimed surge em meio ao momento delicado que estamos vivenciando, com objetivo de levar educação continuada aos profissionais médicos e conhecimentos aos alunos de graduação de todo o país. Contando com quase 200 palestrantes, 6 salas simultâneas e apresentações de projetos de pesquisa, o I Conimed reflete dinamicidade e inovação, aspectos fundamentais ao momento que estamos vivendo”.

“Gosto muito de uma frase do Dr. Celmo Celeno Porto, na qual ele diz que só somos médicos se formos inteiros. Médicos inteiros, acredito, são aqueles que, além de possuírem conhecimentos técnicos e científicos, são especialistas em humanização, inclusão, acolhimento, compaixão e ética. A busca por esse eu completo é árdua, e é em eventos de extensão que conseguimos um maior aperfeiçoamento de tais habilidades, essenciais ao verdadeiro médico”, enfatizou Alini.

Alini ressaltou, ainda, a maneira com que o UNIDEP apoia e preza por experiências edificantes aos alunos e professores. “O apoio que a Instituição oferece aos nossos eventos é fundamental para o sucesso deles. O diferencial do curso de Medicina do UNIDEP é a formação de alunos que exercem seu protagonismo acadêmico verdadeiramente, e não vejo oportunidade melhor para isso do que estarmos à frente de eventos como esse. Eventos, aliás, que só são possíveis devido ao suporte que recebemos da coordenação do curso, professores, direção, reitoria e inúmeros outros setores”, pontuou.

De acordo com Alini, a oportunidade de atuar em eventos como esse estimula e promove o protagonismo dos acadêmicos. “O Conimed é um evento que está sendo estruturado predominantemente por acadêmicos. O Centro Acadêmico, com o auxílio das Ligas, está trabalhando intensamente na organização e realização das atividades. Acredito que não há maneira melhor de exercermos nosso protagonismo, do que na organização de eventos extensionistas. Além disso, o Congresso conta com a oportunidade de apresentação de trabalhos de pesquisa, o que abre espaço para a participação ativa de todos os acadêmicos da área da saúde”, concluiu.

Programação

A abertura do evento ocorreu na segunda-feira (16/11). No decorrer da programação, diversos professores e profissionais ministram módulos sobre áreas da Medicina. Na terça-feira, (17/11) ocorreram seis módulos, divididos em Endocrinologia, Ortopedia, Cuidados Paliativos e Espiritualidade, Farmacologia e Infectologia e Ginecologia e Obstetrícia. Na quarta-feira (18/11), os sete módulos foram divididos em Pediatria, Cirurgia Plástica e Vascular, Nefrologia e Reumatologia, Humanidade e Libras, Geriatria, Cirurgia Geral e Currículo e Carreira Média.

Na quinta-feira (19/11), seis módulos abordaram os temas Cardiologia, Urgência e Emergência, Oftalmologia e Dermatologia, Psiquiatria e Saúde Mental, Geriatria e Anestesia e Dor. No último dia de evento, na sexta-feira (20/11), as palestras se dividem em Módulo de Pesquisa Translacional: O Futuro Hoje, Medicina Esportiva, e nos módulos de Clínica Médica, Saúde Coletiva e Medicina Rural e Indígena, Neurologia, Simulação Realística e Pneumologia e Imaginologia.

Os horários e palestrantes podem ser conferidos aqui: conimed.com.br/initial

------------

Matéria: Karen Del Sant, acadêmica do 4º período do curso de Publicidade e Propaganda do UNIDEP

Revisão: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Fotos: Alan Winkoski, fotógrafo do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: