às 11:35:00

Docente do UNIDEP é aprovada em Mestrado da UFFS

Professora Leocádia Orsato Brufati Fagundes comemora a aprovação no Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos, pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Em sua pesquisa, ela propõe desenvolver um extrato para pacientes com câncer

É com enorme orgulho que o Centro Universitário de Pato Branco (UNIDEP) comemora a mais nova conquista da docente Leocádia Orsato Brufati Fagundes: sua aprovação no Mestrado do Programa de Ciência e Tecnologia de Alimentos, pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). A linha de pesquisa em que a professora foi aprovada é a de Estudo de Compostos Bioativos Presentes em Alimentos Regionais, com Potencial na Promoção da Saúde Humana.  

Em seu projeto de pesquisa, Leocádia pretende avaliar e desenvolver um extrato do Plantago Major (tansagem), no tratamento das mucosites causadas pela quimio e radioterapia, em pacientes com câncer. “O Plantago Major L é utilizado na medicina popular como diurético, antidiarreico, expectorante, hemostático e cicatrizante, sendo indicado contra infecções das vias respiratórias superiores (faringite, amigdalite e estomatite), bem como em casos de bronquite crônica e no auxílio no tratamento de úlceras pépticas, entre outras”, explica.  

Segundo ela, a oportunidade de utilizar uma planta para promover a saúde humana é importantíssima para a evolução científica. “O Plantago Major faz parte de uma das 79 plantas medicinais consideradas em uso pelo RENISUS e aceitas pelo Ministério da Saúde. Em um estudo feito na Espanha, eles avaliaram o uso da clorexidina, bicarbonato e plantago, e perceberam uma boa resposta nas mucosites que tanto desfavorecem os pacientes que necessitam fazer quimio e radioterapia. O intuito do trabalho é promover uma melhora clínica a esses pacientes utilizando uma planta que faz parte da nossa região, e que é considerada ‘mato’ para nós”, salientou.  

Atualmente atuando como docente dos cursos de Enfermagem, Medicina e Educação Física, Leocádia conta sobre sua carreira profissional, até chegar ao Mestrado. “Concluí minha graduação em Enfermagem em 2011 pela então FADEP. Trabalhei em âmbito hospitalar por 13 anos, fui enfermeira assistencial, coordenei o CTI e, após isso, me tornei Gerente de Enfermagem do Hospital São Lucas. Fiz uma especialização em UTI Neo, Adulta e Pediátrica pela Faculdade do Vale do Ivaí, em 2014. Em 2019, tive a oportunidade de ser docente do UNIDEP e, em outubro, termino minha MBA em Gestão Hospitalar. Também estou cursando uma Pós-graduação em Docência do Ensino Técnico”, relata.  

Como docente do UNIDEP, ela ministra diversas disciplinas. “Tenho orgulho em dizer que sou egressa da faculdade que hoje sou docente. Em 2019, foi quando tive a oportunidade de ser professora do UNIDEP, onde resolvi permanecer com exclusividade na docência. No curso de Enfermagem, ministro as disciplinas de Saúde Mental e Enfermagem na Saúde da Mulher, além dos estágios de Saúde da Mulher e da Criança. Em Medicina, leciono a disciplina de HAM I, e em Educação Física, ministro Primeiros Socorros Urgentes para os 2° e 4° períodos”, conta.  

De acordo com Leocádia, o Mestrado significa a conquista de um sonho, e ela está ansiosa por essa nova fase. “Isso, para mim, representa uma conquista enorme, e sei que com ela virá muita pesquisa e busca pelo novo, principalmente por ser um assunto atual. Estou ansiosa com todas as expectativas que me esperam e, principalmente, poder trazer benefícios e qualidade de vida para as pessoas que convivem com o câncer”, enfatiza. “Espero, realmente, que possamos ter um significado positivo com todo o desenvolvimento desta pesquisa, e continuar com outros projetos nesse sentido. Como docente do UNIDEP, instituição que preza pela sociedade, creio que será benéfico também desenvolver pesquisas assim, com melhoria da qualidade de vida, ainda mais com plantas que deveriam ser reconhecidas, já que são plantas de interesse do SUS para a evolução Medicina”, conclui.

------------

Matéria: Karen Del Sant, acadêmica do 4º período do curso de Publicidade e Propaganda do UNIDEP

Revisão: Profa. Ma. Jozieli Cardenal Suttili / Jornalista MTB 9268 – PR

Coordenadora da Agência Experimental de Comunicação do UNIDEP

Contato: [email protected]


Fonte: